ATENÇÃO!!!!!

isto é um site para esclarecimento de dúvidas, meu trabalho é somente para consultas, duvidas tirarem comigo, eu não vou fazer trabalho de ninguém, pois esta não é minha função.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Recado 11

Galera tava quase recuperando as postagens perdidas, mas vou ficar uma semana sem escrever no blog devido a um acidente com o meu braço e não posso mais escrever, qualquer dúvida deixem um comentário que eu respondo quando eu melhorar. ^^

Mut - Esposa do deus Amon

Mut é esposa do deus Amon não se sabe ao certo quem é seu pai, de acordo com algumas histórias ela nem teria pai, pois seria uma versão da deusa primordial Amaunet (antiga esposa de Amon) que surgiu do nada.
Mut é mãe do deus Khonsu e mãe adotiva do deus Montu, é considerada uma deusa falcão apesar de não ter uma, antes do deus Amon começar a fazer sucesso Mut era vista como uma deusa muito poderosa, mas depois do sucesso de Amon ela começou a ser vista apenas como sua esposa, sendo que nem se sabe mais ao certo do que Mut é deusa.

Bragi - deus da poesia, protetor dos bardos

Bragi é filho de Odin com a giganta Gunnlod, é deus da sabedoria e das poesias, é um dos poucos deuses nórdicos que não gosta de guerrear, Bragi gosta de ficar tocando harpa enquanto declara poesias para sua esposa Iduna deusa do elixir da eternidade.
Bragi durante um banquete com os deuses foi acusado por Loki de ser um deus enfeminado, mas sua esposa Iduna o defendeu e por isso foi acusada por Loki de cometer adultério.
Bragi é protetor dos bardos (poetas de antigamente) e amante de música e poesias.

Ares - deus da guerra

Ares é filho de Zeus e Hera, é o deus da guerra assim como sua meia-irmã Atena, mas diferente de sua irmã que é deusa da guerra estratégica, Ares é deus de uma guerra mais cruel, uma guerra só pela chacina e pelo sangue.
Ares é visto como um tipo de demônio, tem uma carroça com rédeas de ouro para quatro cavalo que soltam fogo, de acordo com uma das histórias dos Argonautas quando eles iam para o templo das Amazonas (filhas de Ares) eles foram atacados pelas aves sagradas de Ares que jogavam penas afiadas como dardos, eram elas as corujas, os mochos, os pica-paus e os abutres.
Havia um estátua de Ares acorrentado na cidade de Esparta, para que o espírito de guerra nunca deixasse a cidade, Ares quando ia para as batalhas vinha acompanhado de seus filhos Deimos e Phobos, de sua irmã Éris e de quatro demônios chamados Kydoimos, Makhay, Hysminai e Polemos.
Ares teve vários casos com Afrodite a esposa de seu irmão Hefesto.

Montu - deus falcão da guerra

Montu é o deus da guerra, é associado a destruição causada pelo calor do sol, tem uma cabeça de falcão e usa o símbolo solar com duas grandes plumas.
Montu foi muito comparado com o deus grego Apolo devido as suas características solares e guerreiras, também foi muito confudido com o deus Khonsu que é uma divindade lunar.
Não se sabe muito a respeito dos pais de Montu o que se sabe é que ele seria filho adotado da deusa Mut, mulher de Amon, mais tarde Montu foi combinado com o deus formando assim o deus Montu-Rá, não chegou a fazer muito sucesso.
Houve uma época em que o deus Montu era representado com quatro cabeças cada uma apontando para um lado para vigiar os pontos cardeais.
Montu foi por muito tempo servo do deus Amon.

Iduna - protetora do pomar sagrado

Iduna é a deusa da juventude eterna e da poesia, é esposa do deus da poesia Bragi.
Iduna não tem muitas histórias na mitologia nórdica, sua única importância é a de ser a guardiã do pomar sagrado que dá imortalidade aos deuses, pois de acordo com a mitologia nórdica os deuses são mortais que se alimentam das maçãs de Iduna com as quais eles podem ficar imortais até o Ragnarok.
Iduna foi muito perseguida por Loki, que a acusou de cometer adultério, mas era só mais umas das brincadeiras idiotas de Loki.
Iduna oferece uma maçã por dia aos deuses, as maçãs rejuvenecem os deuses e os deixam mais fortes.

Thanatos - a personificação da morte

Thanatos ou morte, é filho da titã Nix com Érebo e irmão gemeo do deus do sono Hipnos, alguns dizem que Thanatos nasceu no dia 21 de agosto que é seu dia favorito para tirar vidas.
Thanatos era além de um deus era um monstro que havia o coração feito de ferro e as entranhas de bronze, normalmente ele é representado por um anjo morto, mas algumas vezes ele aparece como um anjo vivo e jovem.
Conta uma história que Thanatos foi matar o rei Sísifo por ordem de Zeus, mas
Sísifo conseguiu enganar Thanatos elogiando sua beleza e lhe ofereceu um colar para o deixar mais belo, Thanatos aceitou, mas ele não desconfiava que o colar na verdade era um coleira que o deixou aprisionado, assim ninguém mais poderia morrer o que deixou Hades e Ares muito estressados, Hades libertou Thanatos e o mandou trazer o mais rapido possível Sísifo para seu mundo e foi feito.
Também se diz que Thanatos foi matar o rei Midas, mas não esperava que o herói Hércules estivesse lá, assim Hércules expulsa Thanatos do palácio do rei.

Khonsu - deus da lua, do tempo e do conhecimento

Khonsu filho do deus Amon e da deusa Mut.
Khonsu é visto de duas maneiras diferentes uma delas lembra o deus que é um falcão, mas diferente do deus , Khonsu é visto com o símbolo lunar na cabeça em vez do solar, outra forma lembra o deus Osíris porém com uma trança egípcia infantil e com o símbolo lunar da cabeça em vez da coroa com plumas.
Khonsu utiliza os símbolos lunares por ser deus da lua, sua aparência foi muito confundida com o deus da guerra Montu devido a terem a mesma cabeça de falcão e utilizarem os mesmos símbolos, a única coisa que os diferencia é o chapéu.
Khonsu por ser um deus do conhecimento adora jogar Senet (um jogo de tabuleiro) com o deus Toth.

Beowulf - O obcecado

Beowulf é a estrela do poema com o mesmo nome, na verdade o poema não tem nome, mas é chamado de Beowulf desde o século XIX, é o poema mais antigo escrito em língua moderna e marcou a história medieval, o poema foi uma das fontes para a famosa trilogia "o senhor dos anéis".
Beowulf também tem seu próprio filme, o mais recente feito em 2007 conta história exatamente como deveria ser com algumas pequeninas alterações.
Beowulf é um herói viking que busca intensamente aventuras para ter seu nome lembrado, ele acaba indo até o salão do rei Hrothgar, pois sabe de um monstro que os tormenta chamado Grendel, ele consegue matar o monstro sem utilizar nenhuma arma, apenas suas mãos nuas, mas Beowulf não contava com a mãe de Grendel que aparece mais tarde para vingar a morte de seu filho e começa a criar uma grande chacina e todo povo dinarmaquês, Beowulf a persegue e vai até uma caverna onde luta contra ela e a derrota, depois de um tempo um dragão cruel que foi despertado depois de roubarem uma taça, Beowulf consegue matar o dragão mas acaba dando sua vida pra isso.

Leônidas I - rei de Esparta

O rei Leônidas foi sem dúvida um dos maiores guerreiros gregos, ele marcou a história grega com a batalha de Termópilas, provando que se deve lutar por aquilo que você acredita e ama.
Leônidas que governou Esparta durante 491 a 180 antes de Cristo, morreu defendendo o desfiladeiro de Termópilas que une a Tessália e a Beócia, sucedeu seu irmão Cleômenas e depois de morto seu filho Pleistarchus tomou seu lugar no trono, Leônidas se casou com a filha de seu irmão Gorgó.
Leônidas aparece no filme 300 mostrando exatamente como eram as tradições espartanas e como foi a batalha de Termópilas, algumas coisas eram um pouco fictícias, mas a história dele ter ido a guerra com apenas 300 espartanos é verdade, pois devido as Olimpíadas e a Carnéia (festival em honra a Apolo o qual era proibido lutar) Leônidas não pode achar um exército, mas também não podia deixar que os persas avançassem, assim ele junto com 300 espartanos e cerca de 7.000 homens de vilarejos amigos para derrotar o general do rei persa Xerxes, durante 3 dias o exército de Lêonidas matou 20.000 de 200.000 persas, mas os 7.000 homens que ajudavam Leônidas fugiram da batalha, Xerxes simplesmente disse para os espartanos
Deponham suas armas e se entreguem Leônidas respondeu com um Venham pegá-las, Xerxes não teve piedade e decapitou Leônidas e seu corpo foi crucificado.

Imhotep - Arquiteto, médico e mago

Imhotep é por alguns considerado um arquiteto, por outros um médico, por outros um mago e por outros um deus.
Imhotep aparece no filme "a múmia" como um ser cruel e vingativo, mas na verdade o pouco que se sabe de Imhotep é que ele foi quem arquitetou a primeira pirâmide do Egito em Sacará, ele arquitetou essa piramide para o faraó Djoser, de quem Imhotep era vizir ou ministro-chefe.
Imhotep foi com certeza a primeira figura de arquiteto e de médico a surgir claramente da história.
Ele foi comparado com o deus romano da medicina Esculápio, mas Imhotep é somente um humano que morreu há muito tempo atrás.

Yggdrasil - o eixo do mundo

Yggdrasil é a árvore que de acordo com os nórdicos é o eixo do mundo, a árvore era gigantesca em seu tronco se dividiam os nove mundos e as raízes era onde se encontrava Niflhein (o reino do gelo e das névoas) muitos pensam que Niflhein é o inferno, mas na verdade Helgardh que se localiza em Niflhein que é o inferno.
A árvore de Yggdrasil tem propriedades místicas, suas folhas são capazes de trazer os mortos de volta a vida e seus frutos são capazes de curar qualquer doença.
No topo de Yggdrasil se encontra a moradia dos deuses Asgard, onde se encontra a ponte Bifrost ou ponte arco-íris que se liga com o meio da árvore Midgard (a terra dos homens), Odin se enforcou em um dos galhos de Yggdrasil, mas voltou a vida com mágica.
Em Niflhein existe um dragão chamado Nidhogg que devora sem parar as raízes da árvore com o objetivo de a destruir, mas existem vários animais escondidos em Yggdrasil que distraem Nidhogg um deles é o esquilo Ratatosk.

Uma Sensata Paranóia


Link: http://umasensataparanoia.blogspot.com/

Uma Sensata Paranóia é um ótimo blog, é um blog
de histórias, poemas e etc. Este blog foi feito pelo meu pai Urbano Leonel Sant' Anna, não estou fazendo propaganda desse blog só por que é do meu pai, mas por que é muito bom mesmo deixarei uma história do blog dele para ver o que vocês acham:
ANGELUS DIALETICORUM
(Urbano Leonel Sant' Anna) - 5 agosto 2008 - 14:43

Quando eu
Há mil milênios
Pousei o suave éter de meus pés
No árido chão da Terra primordial
Era exatamente assim
Como tantos outros antes de mim
Impecavelmente puro e perfeito,
A essência do céu e do sol,
Ignorava o bem
Pois que não sabia o mal

Quando a noite dominou suprema
Há uma centena de séculos
Não sabia o que esperar
Brilhando ostensivamente
Solitária chama na escuridão
Foi exatamente assim
Como tantos outros antes de mim
As hordas me odiaram
Tentaram me assassinar

Quando me arrancaram o primeiro pedaço
Conheci a dor
Precisei aprender a reagir
Antes que se fosse o segundo

A batalha foi interminável
E eu quase sucumbi
Nem ouso explicar
A que custo não me levaram
Esquartejado
Aos poucos
Pedaço por pedaço

Por sorte, o mal
Anda de braços com a covardia
E quando as hordas
Começaram a sangrar
E a tombar
Fugiram
Deixando os que jaziam
No chão embebido em sangue e luz

Mas não foi pouco cruel
O castigo que me aplicaram
Mutilado
Abismado
Aniquilado
Lancei mão de uma miríade
De retalhos de demônios
Dos milhares que atapetavam
Uma grande extensão da planície
No breu da escuridão
E lutei para me recompor
E urrei ao me reerguer




Não sei qual foi a dor maior
A dos golpes
Que antes me dilaceraram
Ou a do horror da reconstrução
De meu corpo
Rejeitando o mal

Com o tempo,
A dor cedeu
Bem como a rejeição
E, felizmente,
Sobrevivi
Hoje posso afirmar
Sem pecar por exagero
Que eu finalmente evoluí
Sou exatamente assim
Como tantos outros antes de mim
Aprendi a comer carne
Mato para o meu sustento
E pela minha sobrevivência
E pela vida dos meus

Sou plenamente capaz
Capaz de todo o bem
Capaz do maior mal
Uma horrenda criatura
Entre a luz e a escuridão
Aprendendo com as feridas
Entre os erros e os acertos
Cuja única barreira
Para um bem maior
Cujo único empecilho
Para a destruição final
É a minha maior capacidade:
A liberdade de escolher


(Angelus Dialeticorum - Urbano Leonel Sant' Anna - Uma sensata Paranóia)

Recado 10

Desculpe internautas, realmente fiquei muito tempo sem escrever no blog, vou escrever se possivel 4 histórias por dia, mas todas eu vou marcar como se estivesse em julho ainda, devido ao arquivo e declaro aberto o novo marcador propagandas que postarei sobre outros blogs para quem se interessar ^^

domingo, 13 de julho de 2008

Mirra - mãe de Adônis

Mirra é mãe do herói Adônis e filha do rei Cíniras com quem ela teve seu filho.
Cíniras era um grande rei e sacerdote da deusa Afrodite, quando sua filha Mirra nasceu sua mulher disse que a filha era mais bela que Afrodite, Afrodite ficou tão irritada com isso que resolveu amaldiçoar a garota fazendo com que ela se apaixonasse pelo próprio pai, pela adolescência Mirra começou a se disfarçar para poder ter relações com o pai, mas ela acabou engravidando, Cíniras ao saber que tinha engravidado a própria filha resolveu matá-la, mas a deusa Afrodite a transformou numa árvore com o nome Mirra, o bebê Adônis nasceu de dentro da árvore e foi criado pelas ninfas.
Mirra nunca voltou ao normal e ficou árvore para sempre, seu filho Adônis se enamorou de Afrodite a mesma deusa que amaldiçoou sua mãe.

Atum - deus do por do sol

Atum é o deus do sol, mas é conhecido como deus do por do sol, dizem que não tem pai e que nasceu do lago primordial chamado Nun, mas Atum é um deus que aparece poucas vezes na mitologia, pois na verdade Atum é uma das formas de , Atum é uma forma que se transforma ao por do sol e vai para o mundo dos mortos talvez para se preparar para a luta contra Apep.
Atum normalmente é representado por um homem velho usando roupas de faraó.
Atum é pai de Chu e Tefnut, teve uma participação na criação do universo, mas o mundo foi feito por Ptah.

sábado, 12 de julho de 2008

Beowulf (2007)

Beowulf é um filme que estreou em 2007, tendo como elenco principal Ray Winstone, Anthony Hopkins, Robin Wright Penn e Angelina Jolie.
Existe outro filme mais antigo que foi feito em 1999 também chamado de Beowulf, baseado na mesma poesia.
Beowulf é um ótimo filme que mostra os demonios e a busca louca por glória dos Vikings e bárbaros de antigamente, também mostra a passagem da mitologia nórdica para a religião cristã.
Sinopse:
Baseado no poema épico, o filme conta a história sobre um homem, Beowulf, que vai à Heorot para libertar a mesma de Grendel, um monstro que a aterroriza. O que Beowulf não espera é a mãe de Grendel.
Enquanto muitos dos traços do filme são fiéis ao poema, outros elementos, como o diálogo, a arrogância enfatizada de Beowulf e Hrothgar, o hedonismo percebido em Heorot, o tempo antes de Beowulf lutar com o dragão, o motivo de Grendel atacar Heorot, e a relação entre a mãe de Grendel e Beowulf, desviam-se do poema original.

Recado 9

Atenção! Atenção!
Foram encerradas as votações para a mitologia preferida o resultado foi o seguinte:
Em último lugar com 21% dos votos a mitologia Egípcia
Em segundo lugar com 26% dos votos a mitologia Nórdica
E em primeiro lugar com 53% dos votos a grande vencedora é a mitologia Grega!

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Teoria da criação de acordo com a mitologia nórdica

De acordo com a mitologia nórdica no ínicio de tudo existia apenas Musphelhein (reino do fogo) e Niflhein (reino das névoas) e entre os dois existia um grando vazio chamado Ginungagap, um dia a névoa e o fogo se encontraram em Ginungagap e formaram um enorme cubo de gelo, que ia derrentendo aos poucos devido ao fogo de Musphelhein, das gotas do gelo durgiu o primeiro ser um gigante chamado Ymir, Ymir hibernou durante muitas eras, do seu suor nasceu os gigantes e demonios, depois de um tempo surgiu do gelo uma giganta em forma de vaca chamada Audumbla de suas tetas surgiram quatro rios imensos feitos de leite, Ymir começou a se alimentar deste leite.
Audumbla um dia lambeu o gelo e como o gelo era mágico, da lambida de Audumbla nasceu o primeiro deus chamado Buro, Buro deu origem a Borr que foi o primeiro dos Aesir, Borr por sua vez foi pai de Odin, Ve e Vili, esses três deuses resolveram matar Ymir e do corpo do monstro criaram o mundo, os ossos viraram as montanhas e o cérebro as nuvens.
Os primeiros seres humanos foram feitos de madeira e ganharam vida graças a Odin e receberam o nome de Ask e Embla, mas Odin achou que faltava algo nos humanos, seu irmão Ve resolveu contribuir e deu o dom da fala e da palavra, Vili também quis contribuir e deu o dom das emoções e do pensamento.
A lua e o sol surgiram como filhos do gigante Mundilfari com a giganta Glen, eles eram irmãos gemeos, o sol era a deusa Sigel e a lua era o deus Mani.
Não se sabe de onde veio a imensa árvore de Yggdrasil é arvore que sustenta os nove mundos um deles que se encontra no solo da árvore é Midgard a terra dos homens.

Teoria da criação de acordo com a mitologia grega

De acordo com a mitologia grega antes de surgir os deuses e todo o resto só existia um grande vazio, deste vazio surgiu o Caos, mais tarde surgiu Nix (a noite) e Érebo (as trevas), eles vivem assim por um tempo onde só existia escuridão e silêncio, mas surgiu Gaia (a terra), Nix engravida de Érebo e da origem a Éter (o céu superior) e a Hemera (o dia), Gaia gera de si mesma Urano (o céu) com quem tem vários filhos, mas Urano tem um ódio terrível de seus filhos e os devolve para dentro da barriga de Gaia, Gaia se irrita e pede para seu filho mais novo Cronos que ele castra-se Urano e depois liberta-se seus irmãos, Cronos aceitou e recebeu uma foice feita do peito de Gaia, Cronos esperou seu pai dormir e o castrou, mas quando foi libertar seus irmãos hecatônquiros e cíclopes percebeu que eles eram muito fortes e os deixou dentro de Gaia, Cronos se casou com Réia e teve filhos, mas como ele tinha medo de uma profecia ele começou a devorar seus filhos, mas Réia escondeu o mais novo Zeus e trocou ele por uma pedra, Zeus depois de mais velho liberta os hecatônquiros e os cíclopes com a ajuda de Gaia, ele sobe o Olimpo e derrota seu pai, depois de muito tempo Zeus da origem a seu filho Hefesto, Hefesto constrói o primeiro mortal que ele deu o nome de Pandora.

Teoria da criação de acordo com a mitologia egípcia

De acordo com a mitologia Egípcia não existia nada só as águas do Caos chamada Nun, um dia saiu dessas águas uma colina de lodo chamada Ben-Ben que tinha o topo dela o deus Atum, um dia Atum começou a sentir mal e vomitou a deusa Tefnut e o deus Chu, estes dois deram origem a Nut e Geb que deram origem a Osíris, Set, Ísis e Néftis.
Apesar de dizerem que só existia Nun eu fiquei sabendo sobre mais 7 deuses, que representavam o local antes do surgimento da terra, existia Nun e Naunet que eram o caos, existia Amon e Amaunet que eram o oculto, existia Kek e Kauket que eram as trevas e Heh e Hehet que eram o infinito.
Ptah resolveu criar a terra ele criou a terra a partir da língua e do coração, o coração representava a inteligência e a língua a criação, Ptah é um deus construtor, mas também era um deus do Caos, pois ele era o deus e Nun e a deusa Naunet juntos, assim ele seria pai de Atum, Ptah criou o ka (alma) de cada ser humano e os corpos provavelmente foram feitos pelo deus Khnum.

Recado 8

Atenção eu vou postar sobre as teorias da criação qualquer erro (de português) me avisem e desculpem pela demora é que eu to passando por momentos e momentos, por isso encontro pouco tempo pra escrever e algumas vezes quando eu tenho tempo eu não sei o que escrever!
Por Isso por favor galera deixem comentários e façam críticas para que a partir delas eu já tenha uma idéia do que escrever!

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Hati & Skóll - filhos de Fenrir

Hati Hródvitnison e Skóll Hródvitnison são filhos de Fenrir com uma giganta não se sabe ao certo o nome da giganta, mas se sabe que ela habita o leste de Midgard pelas florestas Járnvid, essa giganta é além de giganta é bruxa também e é mãe de vários gigantes que tem a forma de lobo.
Hati e Skoll são considerados lobos celestiais, pois ambos correm a sua vida toda atrás dos corpos celestes Sigel (sol) e Mani (Lua),
Hati persegue o deus Mani enquanto Skóll persegue a deusa Sigel, seu objetivo é devorar os dois corpos celestes e juntos criarem um eclipse para libertar seu pai do grilhão Gleipnir.
De acordo com a profecia, antes de se iniciar o Ragnarok Hati e Skóll alcançaram e devoraram o sol e a lua e juntos criaram um eclipse que soltará Fenrir dos grilhões Gleipnir e assim se iniciar o Ragnarok.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Nix - a noite

Nix é a noite, é uma titã irmã de Caos, ela é uma das primeiras criaturas a sair do vazio, ela teve vários filhos, todos eram considerados filhos da noite, sendo um deles os gemeos Hypnos e Thanatos.
De acordo com a história a primeira criatura a surgir do vazio foi o Caos e a segunda foi Nix, e que todo o universo e alguns deuses primordiais nasceram do ovo cósmico de Nix, Nix percorre o céu junto com suas filhas Queres numa carruagem puxada por quatro cavalos negros, ela é deusa das feiticeiras, das bruxas, dos mistérios e segredos da noite e é a rainha das estrelas, todos os titãs respeitavam e a temiam por que a consideravam uma das criaturas mais poderosas do universo, outro motivo por ela ser temida pelos deuses é que ela é a unica divindade que tem poder sobre a vida e a morte dos mortais e dos deuses.
Nix tinha uma capa que a deixa invisível a tudo e a todos, Hades também tinha uma capa assim.
Nix é uma divindade muito bondosa e gentil que simboliza a beleza da noite, mas também as vezes é má e cruel e isso é terrível a todos, pois ela conhece o segredo da imortalidade dos deuses e tem a capacidade de deixá-los mortais, um exemplo de quem sofreu essa maldição foi Cronos que teve sua imortalidade retirada de Nix assim Zeus teve mais facilidade para governar o Olimpo.

Amon - deus criador da vida

Amon é muitas vezes confundido com , mas muitas vezes mesmo, ele é dito como rei dos deuses e pai de Chu e Tefnut, mas na verdade é.
Amon é dito como um dos primeiros deuses a surgirem, ele junto com sua esposa Amaunet representavam as partes não reveladas do mundo sendo chamados apenas de "os ocultos", mais tarde Amon se separou de Amaunet e se casou com a deusa Mut (atenção não confundir com Nut) com quem teve o deus Khonsu.
Amon era quase sempre visto como um homem de barba postiça, mas as vezes era representado pelos animais ganso e carneiro.
Ánubis tem os Anubites e Sobek os petsuchos, também tem seus servos são chamados de Amenemhat, por culpa dos Amenemhats Amon foi muito confundido com , pois eles o deram características solares e o fizeram o deus mais importante de todo o Egito, mas mais tarde foi substítuido por Atum.
Mais tarde se fundiu com o deus e formou o deus Amon-Rá que fez muito sucesso e se tornou o deus mais importante por muito tempo.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Mani - deus da lua

Mani é o deus da lua, irmão gêmeo da deusa Sigel, por serem irmãos gêmeos são muito comparados com Artemis e Apolo (deuses do sol e da lua da mitologia grega) que também são gemeos.
Filho dos gigantes Mundilfari e Glaur, assim como sua irmã Sigel, Mani é constantemente perseguido por um lobo sangrento chamado
Hati que o persegue durante a noite com o objetivo de matá-lo e libertar seu pai Fenrir.
De acordo com a profecia durante o Ragnarok Hati alcançará Mani, o matará e o devorará criando um eclipse junto com seu irmão Skoll, assim libertando seu pai Fenrir que está aprisionado pela corrente Gleipnir.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Têmis - deusa da justiça humana

Têmis é a deusa da justiça e das leis dos homens, é muita conhecida como símbolo da justiça, mas na verdade a deusa da justiça é sua filha Dice, Têmis á aquela deusa que usa uma venda por cima dos olhos, com uma balança e uma espada, vocês conhecem né?
Têmis foi a segunda esposa de Zeus, a primeira foi Métis e Hera é a terceira, Têmis é filha de Gaia com Urano, para proteger Têmis das loucuras de Urano, Gaia a entregou a Nix, mas
Nix que recém havia gerado Nêmesis estava muito cansada e entregou sua filha e a sobrinha as suas filha mais velhas Cloto, Láquesis e Átropos as moiras, Têmis e Nêmesis foram criadas como irmãs e acabaram virando grandes amigas, Têmis virou deusa da justiça humana e Nêmesis da justiça divina.
Têmis é mãe das Horas, as mais velhas são Dice, Irene e Eunômia, a balança da qual eu havia falado antes é usada para equilibrar a razão com o julgamento.

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Sokaret - esposa de Seker

Sokaret é esposa de do deus Seker, seu nome seria uma variação de Sokar (um dos nomes de Seker), não se sabe muito sobre essa deusa, pois assim como Ret foi criada pelos sacerdotes para ser o par perfeito de Seker.
Sokaret é protetora dos artesões como seu marido, na verdade ela é Seker só que numa forma feminina, não estou escrevendo muito sobre essa deusa por que não há muito o que falar dela somente que era o duplo feminino de Seker.

Dagr - deus do dia

Dagr é o deus do dia, filho da deusa Nott com o deus Delling.
Dagr é conhecido como o brilhante, ele ascende as luzes do céu e da terra com seu cavalo branco chamado Skinfaxi, seria equivalente ao cavalo Hrimfaxi de sua mãe, todos os dias ele ascende o céu e a terra, depois de um tempo chega sua mãe Nott para apagar suas luzes e ascender as luzes da noite.

Nêmesis - deusa da justiça divina

Nêmesis é a filha da titã Nix não se sabe quem era o pai, pois as irmãs de Nêmesis foram criadas isoladas pela mãe, Nêmesis não foi criada por Nix, ela foi criada junto com Têmis, pelas moiras, Nêmesis virou a deusa da justiça divina, enquanto Têmis virou a deusa da justiça dos homens, por terem sido criadas juntas acabaram tendo um laço familiar muito forte, tanto que no templo de Nêmesis se pode ver a deusa ao lado de outra deusa que seria Têmis.
Nêmesis é muito bonita, tão bela que sua beleza é comparada com a de Afrodite, Nêmesis lembra um anjo, pois tem asas de passáro em suas costas.
Nêmesis costuma manter justiça entre os deuses e alguns mortais, como Narciso e Creso rei da Lídia, conta a história que o rei da Lídia estava cego de felicidade por ter tanta riqueza e poder, Nêmesis o faz criar uma expedição contra Ciro II o rei da Pérsia, isso trouxe ruína e desgraça para Creso.

sábado, 28 de junho de 2008

Seker - "o que está encerrado"

Seker é um deus misterioso, não se sabe ao certo quem são seus pais, seus poderes ou do que ele é deus, dizem que ele é a reencarnação de Osíris depois de morto, então seria filho de Nut e Geb, assim como Osíris, Seker vive em Imhet (a terra dos mortos), mas em vez de julgar os mortos ele simplesmente guardava o portão assim como Cerberus (mitologia grega), enquanto ele fica em seu posto impedindo que os mortos saiam ele se alimenta do coração dos defuntos.
Seker foi muito confudindo com o deus Ptah, afinal os dois eram mostrados mumificados segurando um cajado e os dois eram deuses construtores, Ptah criava construções em pedra e argila, mas
Seker criava os ossos dos soberanos e também os perfumes utilizados em cerimônias divinas e os dois eram deuses que protegiam os artesões, mas acabaram se fundido criando o deus Ptah-Seker.
Seker tinha um barco chamado Henu, que era formado de alguns ossos de sacerdotes, sua proa tinha o formato de um crânio de um antílope e sua popa tinham 3 pares de pequenos remos.
Por ser consideradoreencarnação de Osíris acabou se fundido mais uma vez formando o deus Ptah-Seker-Osíris.
Seu nome Seker significa "o que está encerrado", assim como tinha uma versão feminina chamada Sokaret, provavelmente teria a deusa Sekhmet como consorte.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Sigel - deusa do sol

Sigel é filha do gigante Mundilfari com a giganta Glaur, se casou com Glen.
Sigel é deusa do sol, na verdade ela seria considerada a personificação do sol, todo dia Sigel corre em sua carruagem levada por dois corcéis chamados Arvak e Alsvid, pois foge do lobo chamado Skoll, filho de Fenrir, que tem o desejo de matá-la
, seu irmão gemeo Mani que é deus da lua também é perseguido pelo filho de Fenrir, mas é outro filho chamado Hati.
Sigel as vezes era chamada de Alfodrull que quer dizer "gloria dos elfos".
De acordo com a profecia, durante o Ragnarok Skoll alcançara e matará Sigel, criando um eclipse junto com seu irmão Hati, que ira libertar a fera Fenrir.

Anfitrite - esposa de Poseidon

Anfitrite é uma nereida (ninfa do mar), apesar de ser uma ninfa acabou se tornando deusa das águas calmas depois de seu casamento com Poseidon, é filha de Nereu e Dóris.
Ao se encontrar com Poseidon, ele já se apaixonou por ela, mas Anfitrite recusou,
Poseidon ficou irritado a obrigou a se casar com ele, Anfitrite para não se casar com Poseidon se escondeu nas profundezas do oceano, onde ninguém poderia achá-la, somente sua mãe sabia onde era o lugar, depois de um tempo escondida Anfitrite muda de idéia e se casa com Poseidon e se transforma na rainha do Oceano.
Assim como Hera, Anfitrite também sofre com as traições de seu marido, mas não tinha a mesma maldade de Hera, junto com Poseidon ela foi mãe de Tritão e Roda, as vezes ela é associada com focas e golfinhos.

Ptah - o deus construtor

Ptah é um deus construtor, assim como Khnum e Seker, mas diferentemente deles ele está apenas associado a construção de materiais físicos e sem vida, por isso é comparado com Hefesto (mitologia grega).
Ptah foi casado com Sekhmet e mais tarde com Bastet, não se sabe ao certo com qual das duas foi pai de Nefertum, Mihos e Imhotep.
Ptah era representado como um homem mumificado segurando um cetro, começaram a confudir Ptah com Osíris talvez por que os dois eram mumificados, e a confundi-lo com Seker também, então acabaram se fundindo e criando um novo deus chamado Ptah-Seker-Osíris.
Alguns dizem que Ptah era o criador de , mas isso é mentira, na verdade o criador de é o poderoso modelador Khnum.
Antigamente Ptah era o deus mais poderoso que existia, mas perdeu sua autoridade para Amon e , mais tarde esses dois deuses também se combinaram e formaram o deus Amon-Rá.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Nótt - deusa da noite

Nótt é filha do gigante Narvi, junto com Naglfari foi mãe de Audr, mas ela se separou e se casou com Annar com quem teve sua filha Jord, se separou novamente e se casou com Delling que era um deus como ela, diferente de seus outros maridos, junto com Delling ela teve seu filho Dagr, ela e Delling ficaram juntos para sempre.
Nótt é a deusa da noite tem um cavalo chamado Hrimfaxi que acende as luzes da noite, Nótt atravessa o mundo junto com seu cavalo negro para espalhar a noite, depois de um tempo chega o seu filho Dagr em seu cavalo branco Skinfaxi para espalhar o dia.


Eco - a ninfa que perdeu sua voz

Eco era uma ninfa muito bonita, era amada por todos, principalmente pela deusa Artemis que sempre deixava ela a acompanhar em suas caçadas, só tinha um defeito ela conversava demais, não calava a boca e sempre queria dar a última palavra em todas as discussões, mas um dia enquanto Hera suspeitava que Zeus a estava traindo de novo, por ordem de Zeus Eco começou a distrai-la com sua conversa, assim Hera a castigou a deixando muda, ela só poderia falar o que os outros já haviam falado.
Eco era uma ninfa Epigéia(as ninfas da terra), do grupo das Oréades (as ninfas das montanhas), ela vagava pelas florestas para tentar esquecer seu sofrimento, mas um dia ela encontrou um jovem chamado Narciso pelo qual ela se apaixonou perdidamente, Narciso que se encontrava perdido pergunta tem alguém aqui, e ela responde aqui, aqui, aqui, ele vai até ela e ela tenta dizer o quanto é grande seu amor, mas não consegue, então ela faz com sinais, Narciso a rejeita, Eco sofrendo de dor implora para que Afrodite a mate, mas ela a acha muito bonita e resolve a deixar viva.

Petsuchos - os servos de Sobek

Os Petsuchos eram representados como simples crocodilos, não haviam nada de diferente, exceto sua mente, pois os Petsuchos tinham pensamentos e eram servos do deus crocodilo Sobek, Petsuchos quer dizer "aquele que serve a Sobek".
Também é dito que em vez de existirem vários Petsuchos só havia um, que era um monstro velho e mimado por Sobek, tinha anéis de ouro nas orelhas e braceletes dourados nas patas traseiras, Sobek dava tudo que Petsuchos queria, quando queria, Sobek o alimentava constantemente com humanos ainda vivos, quando ele morreu foi mumificado e trocado por um outro crocodilo.
Os Petsuchos tem uma certa ligação com o sol, utilizando ela para sobreviver, os egípcios devem ter tido essa idéia dos petsuchos ao ver os crocodilos tomando banho de sol.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Tyr - deus da guerra e da batalha

Tyr é deus da guerra também dito como deus da coragem, é filho do gigante Hymir (atenção não confundir com Ymir), mas passou a ser considerado filho de Odin devido a sua íncrivel coragem e sua íncrivel sede por batalhas.
Tyr é um guerreiro muito corajoso, é considerado guardião da justiça, ele só tem uma mão, pois uma delas foi arrancada por Fenrir filho de Loki ao tentar acorrentar o animal.
Tyr se tornou um símbolo muito grande de coragem, tanto que se criaram vários derivados do nome Tyr, para os homens, por exemplo : Agantyr, Bryntyr, Hjalmityr, Sigtyr, Valtyr e vários outros.
Alguns rituais eram feitos em homenagem a Tyr, mas diferente de alguns outros os seus rituais envolviam sacrifícios humanos, aqueles que perdiam a guerra eram presos em árvores, pelos braços, as vitimas ficavam presas até a morte, os germânicos acreditavam estar sendo corajosos que nem Tyr ao fazer uma ato desses, mas não se passava de uma covardia e chacina.

Pan - deus dos bosques

Pan é o deus dos bosques principalmente, mas também era deus do pânico, devido ao enorme medo que se dá ao andar sozinho na floresta durante a noite, ele era um sátiro (meio homem, meio bode).
Pan é filho de Zeus com Amaltéia, quando Tifon invadiu o monte olimpo, todos os deuses fugiram para o Egito e se transformaram em animais, Pan entrou dentro da água e tornou um bode, mas a parte submersa se transformou num rabo de peixe, fazendo uma criatura diferente, Zeus achou uma estratégia muito boa e por isso botou este momento nas estrelas, fazendo a constelação de capricórnio.
Pan se apaixonou perdidamente por uma ninfa chamada Syrinx, mas ela o rejeitou, afinal ele não era nem homem nem bode, mas mesmo assim ele continuou a persegui-la, Syrinx fugiu dele até chegar nas margens do rio Ladon, vendo que não tinha como fugir ela pediu para as ninfas do lago (naiades) que mudassem sua forma, sendo assim as ninfas a transformaram num bambu, Pan a alcançou, mas ao agarrá-la, viu que não era ela e sim um bambu, ao ouvir o som do bambu ele ficou admirado e cortou o bambu, fazendo uma flauta, que ele chamou de "Syrinx", nós conhecemos a flauta como "flauta de Pan".

Sobek - senhor das águas

Sobek é o deus crocodilo do Egito, mas foi chamado pelos gregos de Suchos, o que lembra os servos de Sobek, os chamados Petsuchos.
Sobek é muito visto como um deus bom, sendo deus da fertilidade, da vegetação e da vida, ele é dito como o criador do rio nilo, que foi criado a partir de seu suor.
Sobek nem sempre foi considerado um deus bondoso, quando ele surgiu das águas primordiais do caos como "o senhor das águas", era temido por seu aspecto malígno, e era chamado de dêmonio de Duat (local onde Osíris julga os mortos), acabou se associando com Seth, pois causava muito perigo e desordem, também é dito que depois de Seth matar Osíris, ele se escondeu num corpo de crocodilo, para não receber castigo pelo seu crime, e o crocodilo se tornou Sobek.
Sobek era dito como filho de Set com Neit.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Hugin & Munin - os corvos de Odin

Hugin e Munin são os corvos de Odin, eles se sentam toda a noite ao lado de trono de Odin para lhe contar o que viram, pois são mensageiros pessoais de Odin.
Hugin é o pensamento, enquanto Munin é a memória, eles simbolizam as capacidades ilimitadas do homem, todas vez que morriam a maioria das vezes por culpa de Loki, eles eram revividos por magia e reapareciam no pálacio de Odin.
Hugin e Munin viajam todo dia ao redor do mundo e vêem tudo, observando os mínimos detalhes e a noite contam a Odin, pois ele era cego de um olho e não podia cuidar de Midgard e de Asgard ao mesmo tempo.

Narciso - o orgulhoso

Narciso foi consideraso um herói grego, mas só considerado, pois não se sabe de nenhum feito heróico dele, sua história é de um rapaz que se apaixonou pelo próprio reflexo e morreu, mas a sua história é de várias versões, então eu vou contá-las e vocês decidem qual a que vocês acharam melhor.
Narciso é filho do deus do rio Cefiso e da ninfa Liríope, foi dito em seu nascimento pelo profeta Tirésias, que Narciso teria uma vida longa desde que ele nunca admirasse muito a própria pessoa, na históra arcaica Narciso era muito orgulhoso e conhece um jovem chamado Amantis, como Narciso era muito belo o jovem Amantis apesar de ser homem se apaixona por ele, mas Narciso o despreza, mas Amantis continua insistindo, sendo assim Narciso para se livrar dele lhe da uma espada, Amantis aceita e a usa para se matar na porta de Narciso, Amantis antes de se matar pediu a deusa Nêmesis que Narciso um dia sofresse a dor do amor não correspondido, um dia Narciso andava pelo lago e viu a si próprio no reflexo do lago e tenta se seduzir, mas não é correspondido pelo reflexo, sendo assim Narciso não aguenta a dor e se mata com sua espada, neste lago surgiu uma flor chamada Narciso.
Na história de Ovídio, Narciso também muito orgulhoso que acaba conhecendo a ninfa Eco,
Eco acha sua beleza de um deus, tanto que o comparou com Dionísio e Apolo, Narciso a despreza, Eco fica muito deprimida e começa a definhar, deixando apenas uma voz melancólica, para dar uma lição em Narciso a deusa Nêmesis o condena a se apaixonar pelo seu próprio reflexo, um dia Narciso andava pelo lago e viu a si próprio no reflexo do lago, e fica se admirando, pela eternidade, outros dizem que ele caiu e se afogou, as ninfas foram enterrar seu corpo, mas só havia sobrado uma flor chamada Narciso.
Na história de Pausânias, Narciso era um homem muito bom que tinha uma irmã gêmea e que um dia se apaixonou por ela, mas um pouco mais tarde ela morre, Narciso consumido pelo desgosto vai passear e ve seu reflexo na água do lago, ele imagina ser sua irmã onde ele ficou a admirando até a morte, no local do reflexo surgiu uma flor chamada Narciso.

Recado 7

Foi mal deu mais um problema na internet e não pude escrever esses dias, vou escrever 3 histórias hoje, mas lá pelas 18 horas, pois tenho um compromisso urgente, só abri um tempinho pra deixar um recado.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Taueret - deusa protetora das embarcações

Taueret é a uma deusa da fertilidade, das mulheres grávidas e é protetora das embarcações as vezes é chamada de demonio, apesar de ser dita com filha de , Taueret era a esposa-demonio de Apep, sendo uma deusa do mal, mas como Apep só aparece a noite, Taueret acabou se tornando boa, mas só durante o dia, durante a noite ela voltava a ser má.
Taueret demonstrou sua bondade lutando ao lado de Hórus contra o deus Seth e acabou se tornando braço direito de Osíris e Ísis.
As vezes ela é chamada de Sobek, mas Sobek é um deus homem, líder dos petsuchos, um deus crocodilo e Taueret é uma deusa hipopótamo que tem como característica de crocodilo apenas seu rabo e talvez os dentes, Taueret tem patas de leão corpo de hipopótamo e cabeça também de hipopótamo e um rabo de crocodilo.

Surt - senhor dos gigantes do fogo

Surt é o senhor dos gigantes do fogo, ele governa Muspelheim o reino do fogo, ele não tem nenhuma importância significativa na mitologia nórdica, apenas no fim dos tempos (Ragnarok), sua única importância é de ser o guardião de Muspelheim, ele fica na entrada do reino e não permiti ninguém entrar.
Surt tem uma terrível espada de cor vermelha sangue que é capaz de queimar qualquer coisa que toque.
De acordo com a profecia Surt durante o ragnarok queimará todos os mundos com sua espada, apenas a floresta de Hodmimir não será queimada, pois é o único lugar que sua espada é incapaz de queimar ou destruir, de lá sobreviveram vários humanos durante o Ragnarok.
Durante o Ragnarok Surt matará o deus Freyr que estará desarmado, enquanto sua tropa de gigantes de fogo marcham para o norte, para aniquilar os deuses.

Recado 6

Pô galera foi mal 8 dias sem dar sinal de vida é um pouco de exagero né! É que eu perdi a internet, mas já recuperei, para TENTAR recuperar o tempo perdido irei escrever 3 histórias hoje mais os recados e 3 amanhã até acabar a divida.

quarta-feira, 11 de junho de 2008

300

300 é um filme que estreou em 2007, tendo como elenco principal Gerard Butler, Lena Headey, Vincent Regan e o brasileiro Rodrigo Santoro.
O filme foi indicado a 5 premiações do Mtv Movies Awards sendo elas a de melhor filme, melhor performance (a de Gerard Butler), melhor revelação (a de Lena Headey), melhor vilão (a de Rodrigo Santoro) e a de melhor luta (a de Gerard contra o gigante), mas só ganhou a de melhor luta. Existi outro filme mais antigo com quase o mesmo nome é o filme "os 300 de Esparta" de 1962.
É um filme bem bacana que fala da história da batalha de Termópilas e como eram os guerreiros gregos principalmente os espartanos que foram os que marcaram mais história.
Sinopse:
O filme começa com um orador espartano a contar a vida do jovem rei Leonidas I revelando também o rigor e a disciplina a que foi submetido durante a sua infância. Aos sete anos, é tirado da sua mãe para iniciar a "agoge" - o treino real para um Rei espartano. Num exercício individual de sobrevivência, o rei não retorna como se previa, sendo dado por morto. Porém, passados anos, Leónidas regressa a casa onde é aclamado. Passados trinta anos, o orador conta que um mensageiro persa chega a Esparta e comunica-lhe o desejo de Xerxes em dominar a região. Leónidas, ofendido com tal mensagem, mata toda a comitiva persa e decide começar uma guerra com Xerxes. Apesar dos avisos, Leonidas decide pegar 300 de sua guarda pessoal e marcha ao encontro dos invasores persas.

Ceto - mãe de Equidna

Ceto poderia ser considerasa a mãe dos monstros, pois junto com seu marido Fórcis teve as três górgonas, o dragão Ládon e a Equidna, assim como seu marido Ceto é uma divindade marinha filha de Pontos e de Gaia, assim como a maioria das divindades marinhas Ceto havia duas formas uma que era de uma belíssima mulher e a outra de um terrível monstro gigantesco
Ceto é a personificação dos perigos e horrores marinhos, mas também das belezas que o mar esconde, então seria considerada uma deusa dos segredos marinhos.
Os gregos tentavam ao máximo assemelhar a forma monstruosa de Ceto com as baleias, pois para eles as baleias eram consideradas monstros marinhos, mas para quem já estudou biologia sabe que as baleias pertencem a ordem dos Cetáceos de onde Ceta vem da palavra grega Cetus que quer dizer baleia e também Ceto.

Bes - deus da alegria

Bes é um deus anão e muito alegre é gordo, barbudo e feio ao ponto de se tornar engraçado, ele é um bobalhão, mas não que nem Loki (mitologia nórdica), Bes só queria saber do bem das pessoas e dos deuses, não desejava mal a nenhum ser vivo.
Bes é deus da alegria e do prazer, protetor das crianças e dos partos, quando a criança começa a rir sem nenhum motivo os pais acreditavam que era
Bes que estava em algum lugar fazendo caretas, Bes depois do nascimento da criança ficava andando em círculos balançando um chocalho para assustar os demonios que tentavam fazer algo de mal ao bebe, ele também ficava brincando com o bebe.
Bes é um deus muito interessante, pois diferente de todos os outros deuses egípcios, Bes é o único que ficava com a face pra frente, pois todos os outros deuses ficavam de perfil, Bes
as vezes é representado com a língua de fora e segurando um chocalho, ele também tinha algumas caracteristicas felinas como suas orelhas de gato.

Recado 5

Ae galera foi mal ter ficado tanto tempo sem escrever é que eu recebi meu pc de volta, MAS infelizmente ele acabou ficando com vários vírus, mas muitos mesmo então eu tive que instala o antivirus ae deu uma confusão muitcho loka, mas eu resolvi no final estarei postando os dias pendentes. AH e antes que eu me esqueça hoje é dia 11 aníversário do blog, postarei também um vídeo.

sábado, 7 de junho de 2008

Sleipnir - a montaria sagrada de Odin

Sleipnir é um cavalo mágico de oito patas capaz de voar, de ir ao mundo dos mortos e também é o cavalo mais rápido entre os reinos, ele é filho do deus Loki com o cavalo cinza Svadilfari, não era um égua era um cavalo mesmo, eu explico é que quando Thor o matador de gigantes estava fora de Asgard matando gigantes, um Hrimthurs (gigantes de gelo) apareceu em Asgard e se ofereceu a reconstruir a muralha que estava caindo em troca do sol, da lua e da deusa Freya, os deus aceitaram, mas deram a ele seis meses, pois senão Thor voltaria e o mataria, o gigante aceitou a condição e aproveitou para perguntar se poderia utilizar seu cavalo cinza Svadilfari, antes que os deuses pudessem responder Loki permitiu, os deuses ficaram meio irritados com Loki, e disseram que se eles perdessem a muralha iam torturar eternamente Loki,
Loki idiota como é atraiu o garanhão Svadilfari se transformando numa belissima égua branca, o gigante ao ver que havia sumido seu cavalo irritado começou a distruir a muralha, mas chegou Thor o esmagou com seu martelo (Mjolnir), Loki engravidou do cavalo e teve Sleipnir, os deuses resolveram não torturá-lo, pois acharam que a gravidez já havia sido o bastante.
Sleipnir havia runas (alfabeto antigo) esculpido em seus dentes.