ATENÇÃO!!!!!

isto é um site para esclarecimento de dúvidas, meu trabalho é somente para consultas, duvidas tirarem comigo, eu não vou fazer trabalho de ninguém, pois esta não é minha função.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Recado 11

Galera tava quase recuperando as postagens perdidas, mas vou ficar uma semana sem escrever no blog devido a um acidente com o meu braço e não posso mais escrever, qualquer dúvida deixem um comentário que eu respondo quando eu melhorar. ^^

Mut - Esposa do deus Amon

Mut é esposa do deus Amon não se sabe ao certo quem é seu pai, de acordo com algumas histórias ela nem teria pai, pois seria uma versão da deusa primordial Amaunet (antiga esposa de Amon) que surgiu do nada.
Mut é mãe do deus Khonsu e mãe adotiva do deus Montu, é considerada uma deusa falcão apesar de não ter uma, antes do deus Amon começar a fazer sucesso Mut era vista como uma deusa muito poderosa, mas depois do sucesso de Amon ela começou a ser vista apenas como sua esposa, sendo que nem se sabe mais ao certo do que Mut é deusa.

Bragi - deus da poesia, protetor dos bardos

Bragi é filho de Odin com a giganta Gunnlod, é deus da sabedoria e das poesias, é um dos poucos deuses nórdicos que não gosta de guerrear, Bragi gosta de ficar tocando harpa enquanto declara poesias para sua esposa Iduna deusa do elixir da eternidade.
Bragi durante um banquete com os deuses foi acusado por Loki de ser um deus enfeminado, mas sua esposa Iduna o defendeu e por isso foi acusada por Loki de cometer adultério.
Bragi é protetor dos bardos (poetas de antigamente) e amante de música e poesias.

Ares - deus da guerra

Ares é filho de Zeus e Hera, é o deus da guerra assim como sua meia-irmã Atena, mas diferente de sua irmã que é deusa da guerra estratégica, Ares é deus de uma guerra mais cruel, uma guerra só pela chacina e pelo sangue.
Ares é visto como um tipo de demônio, tem uma carroça com rédeas de ouro para quatro cavalo que soltam fogo, de acordo com uma das histórias dos Argonautas quando eles iam para o templo das Amazonas (filhas de Ares) eles foram atacados pelas aves sagradas de Ares que jogavam penas afiadas como dardos, eram elas as corujas, os mochos, os pica-paus e os abutres.
Havia um estátua de Ares acorrentado na cidade de Esparta, para que o espírito de guerra nunca deixasse a cidade, Ares quando ia para as batalhas vinha acompanhado de seus filhos Deimos e Phobos, de sua irmã Éris e de quatro demônios chamados Kydoimos, Makhay, Hysminai e Polemos.
Ares teve vários casos com Afrodite a esposa de seu irmão Hefesto.

Montu - deus falcão da guerra

Montu é o deus da guerra, é associado a destruição causada pelo calor do sol, tem uma cabeça de falcão e usa o símbolo solar com duas grandes plumas.
Montu foi muito comparado com o deus grego Apolo devido as suas características solares e guerreiras, também foi muito confudido com o deus Khonsu que é uma divindade lunar.
Não se sabe muito a respeito dos pais de Montu o que se sabe é que ele seria filho adotado da deusa Mut, mulher de Amon, mais tarde Montu foi combinado com o deus formando assim o deus Montu-Rá, não chegou a fazer muito sucesso.
Houve uma época em que o deus Montu era representado com quatro cabeças cada uma apontando para um lado para vigiar os pontos cardeais.
Montu foi por muito tempo servo do deus Amon.

Iduna - protetora do pomar sagrado

Iduna é a deusa da juventude eterna e da poesia, é esposa do deus da poesia Bragi.
Iduna não tem muitas histórias na mitologia nórdica, sua única importância é a de ser a guardiã do pomar sagrado que dá imortalidade aos deuses, pois de acordo com a mitologia nórdica os deuses são mortais que se alimentam das maçãs de Iduna com as quais eles podem ficar imortais até o Ragnarok.
Iduna foi muito perseguida por Loki, que a acusou de cometer adultério, mas era só mais umas das brincadeiras idiotas de Loki.
Iduna oferece uma maçã por dia aos deuses, as maçãs rejuvenecem os deuses e os deixam mais fortes.

Thanatos - a personificação da morte

Thanatos ou morte, é filho da titã Nix com Érebo e irmão gemeo do deus do sono Hipnos, alguns dizem que Thanatos nasceu no dia 21 de agosto que é seu dia favorito para tirar vidas.
Thanatos era além de um deus era um monstro que havia o coração feito de ferro e as entranhas de bronze, normalmente ele é representado por um anjo morto, mas algumas vezes ele aparece como um anjo vivo e jovem.
Conta uma história que Thanatos foi matar o rei Sísifo por ordem de Zeus, mas
Sísifo conseguiu enganar Thanatos elogiando sua beleza e lhe ofereceu um colar para o deixar mais belo, Thanatos aceitou, mas ele não desconfiava que o colar na verdade era um coleira que o deixou aprisionado, assim ninguém mais poderia morrer o que deixou Hades e Ares muito estressados, Hades libertou Thanatos e o mandou trazer o mais rapido possível Sísifo para seu mundo e foi feito.
Também se diz que Thanatos foi matar o rei Midas, mas não esperava que o herói Hércules estivesse lá, assim Hércules expulsa Thanatos do palácio do rei.

Khonsu - deus da lua, do tempo e do conhecimento

Khonsu filho do deus Amon e da deusa Mut.
Khonsu é visto de duas maneiras diferentes uma delas lembra o deus que é um falcão, mas diferente do deus , Khonsu é visto com o símbolo lunar na cabeça em vez do solar, outra forma lembra o deus Osíris porém com uma trança egípcia infantil e com o símbolo lunar da cabeça em vez da coroa com plumas.
Khonsu utiliza os símbolos lunares por ser deus da lua, sua aparência foi muito confundida com o deus da guerra Montu devido a terem a mesma cabeça de falcão e utilizarem os mesmos símbolos, a única coisa que os diferencia é o chapéu.
Khonsu por ser um deus do conhecimento adora jogar Senet (um jogo de tabuleiro) com o deus Toth.

Beowulf - O obcecado

Beowulf é a estrela do poema com o mesmo nome, na verdade o poema não tem nome, mas é chamado de Beowulf desde o século XIX, é o poema mais antigo escrito em língua moderna e marcou a história medieval, o poema foi uma das fontes para a famosa trilogia "o senhor dos anéis".
Beowulf também tem seu próprio filme, o mais recente feito em 2007 conta história exatamente como deveria ser com algumas pequeninas alterações.
Beowulf é um herói viking que busca intensamente aventuras para ter seu nome lembrado, ele acaba indo até o salão do rei Hrothgar, pois sabe de um monstro que os tormenta chamado Grendel, ele consegue matar o monstro sem utilizar nenhuma arma, apenas suas mãos nuas, mas Beowulf não contava com a mãe de Grendel que aparece mais tarde para vingar a morte de seu filho e começa a criar uma grande chacina e todo povo dinarmaquês, Beowulf a persegue e vai até uma caverna onde luta contra ela e a derrota, depois de um tempo um dragão cruel que foi despertado depois de roubarem uma taça, Beowulf consegue matar o dragão mas acaba dando sua vida pra isso.

Leônidas I - rei de Esparta

O rei Leônidas foi sem dúvida um dos maiores guerreiros gregos, ele marcou a história grega com a batalha de Termópilas, provando que se deve lutar por aquilo que você acredita e ama.
Leônidas que governou Esparta durante 491 a 180 antes de Cristo, morreu defendendo o desfiladeiro de Termópilas que une a Tessália e a Beócia, sucedeu seu irmão Cleômenas e depois de morto seu filho Pleistarchus tomou seu lugar no trono, Leônidas se casou com a filha de seu irmão Gorgó.
Leônidas aparece no filme 300 mostrando exatamente como eram as tradições espartanas e como foi a batalha de Termópilas, algumas coisas eram um pouco fictícias, mas a história dele ter ido a guerra com apenas 300 espartanos é verdade, pois devido as Olimpíadas e a Carnéia (festival em honra a Apolo o qual era proibido lutar) Leônidas não pode achar um exército, mas também não podia deixar que os persas avançassem, assim ele junto com 300 espartanos e cerca de 7.000 homens de vilarejos amigos para derrotar o general do rei persa Xerxes, durante 3 dias o exército de Lêonidas matou 20.000 de 200.000 persas, mas os 7.000 homens que ajudavam Leônidas fugiram da batalha, Xerxes simplesmente disse para os espartanos
Deponham suas armas e se entreguem Leônidas respondeu com um Venham pegá-las, Xerxes não teve piedade e decapitou Leônidas e seu corpo foi crucificado.

Imhotep - Arquiteto, médico e mago

Imhotep é por alguns considerado um arquiteto, por outros um médico, por outros um mago e por outros um deus.
Imhotep aparece no filme "a múmia" como um ser cruel e vingativo, mas na verdade o pouco que se sabe de Imhotep é que ele foi quem arquitetou a primeira pirâmide do Egito em Sacará, ele arquitetou essa piramide para o faraó Djoser, de quem Imhotep era vizir ou ministro-chefe.
Imhotep foi com certeza a primeira figura de arquiteto e de médico a surgir claramente da história.
Ele foi comparado com o deus romano da medicina Esculápio, mas Imhotep é somente um humano que morreu há muito tempo atrás.

Yggdrasil - o eixo do mundo

Yggdrasil é a árvore que de acordo com os nórdicos é o eixo do mundo, a árvore era gigantesca em seu tronco se dividiam os nove mundos e as raízes era onde se encontrava Niflhein (o reino do gelo e das névoas) muitos pensam que Niflhein é o inferno, mas na verdade Helgardh que se localiza em Niflhein que é o inferno.
A árvore de Yggdrasil tem propriedades místicas, suas folhas são capazes de trazer os mortos de volta a vida e seus frutos são capazes de curar qualquer doença.
No topo de Yggdrasil se encontra a moradia dos deuses Asgard, onde se encontra a ponte Bifrost ou ponte arco-íris que se liga com o meio da árvore Midgard (a terra dos homens), Odin se enforcou em um dos galhos de Yggdrasil, mas voltou a vida com mágica.
Em Niflhein existe um dragão chamado Nidhogg que devora sem parar as raízes da árvore com o objetivo de a destruir, mas existem vários animais escondidos em Yggdrasil que distraem Nidhogg um deles é o esquilo Ratatosk.

Uma Sensata Paranóia


Link: http://umasensataparanoia.blogspot.com/

Uma Sensata Paranóia é um ótimo blog, é um blog
de histórias, poemas e etc. Este blog foi feito pelo meu pai Urbano Leonel Sant' Anna, não estou fazendo propaganda desse blog só por que é do meu pai, mas por que é muito bom mesmo deixarei uma história do blog dele para ver o que vocês acham:
ANGELUS DIALETICORUM
(Urbano Leonel Sant' Anna) - 5 agosto 2008 - 14:43

Quando eu
Há mil milênios
Pousei o suave éter de meus pés
No árido chão da Terra primordial
Era exatamente assim
Como tantos outros antes de mim
Impecavelmente puro e perfeito,
A essência do céu e do sol,
Ignorava o bem
Pois que não sabia o mal

Quando a noite dominou suprema
Há uma centena de séculos
Não sabia o que esperar
Brilhando ostensivamente
Solitária chama na escuridão
Foi exatamente assim
Como tantos outros antes de mim
As hordas me odiaram
Tentaram me assassinar

Quando me arrancaram o primeiro pedaço
Conheci a dor
Precisei aprender a reagir
Antes que se fosse o segundo

A batalha foi interminável
E eu quase sucumbi
Nem ouso explicar
A que custo não me levaram
Esquartejado
Aos poucos
Pedaço por pedaço

Por sorte, o mal
Anda de braços com a covardia
E quando as hordas
Começaram a sangrar
E a tombar
Fugiram
Deixando os que jaziam
No chão embebido em sangue e luz

Mas não foi pouco cruel
O castigo que me aplicaram
Mutilado
Abismado
Aniquilado
Lancei mão de uma miríade
De retalhos de demônios
Dos milhares que atapetavam
Uma grande extensão da planície
No breu da escuridão
E lutei para me recompor
E urrei ao me reerguer




Não sei qual foi a dor maior
A dos golpes
Que antes me dilaceraram
Ou a do horror da reconstrução
De meu corpo
Rejeitando o mal

Com o tempo,
A dor cedeu
Bem como a rejeição
E, felizmente,
Sobrevivi
Hoje posso afirmar
Sem pecar por exagero
Que eu finalmente evoluí
Sou exatamente assim
Como tantos outros antes de mim
Aprendi a comer carne
Mato para o meu sustento
E pela minha sobrevivência
E pela vida dos meus

Sou plenamente capaz
Capaz de todo o bem
Capaz do maior mal
Uma horrenda criatura
Entre a luz e a escuridão
Aprendendo com as feridas
Entre os erros e os acertos
Cuja única barreira
Para um bem maior
Cujo único empecilho
Para a destruição final
É a minha maior capacidade:
A liberdade de escolher


(Angelus Dialeticorum - Urbano Leonel Sant' Anna - Uma sensata Paranóia)

Recado 10

Desculpe internautas, realmente fiquei muito tempo sem escrever no blog, vou escrever se possivel 4 histórias por dia, mas todas eu vou marcar como se estivesse em julho ainda, devido ao arquivo e declaro aberto o novo marcador propagandas que postarei sobre outros blogs para quem se interessar ^^

domingo, 13 de julho de 2008

Mirra - mãe de Adônis

Mirra é mãe do herói Adônis e filha do rei Cíniras com quem ela teve seu filho.
Cíniras era um grande rei e sacerdote da deusa Afrodite, quando sua filha Mirra nasceu sua mulher disse que a filha era mais bela que Afrodite, Afrodite ficou tão irritada com isso que resolveu amaldiçoar a garota fazendo com que ela se apaixonasse pelo próprio pai, pela adolescência Mirra começou a se disfarçar para poder ter relações com o pai, mas ela acabou engravidando, Cíniras ao saber que tinha engravidado a própria filha resolveu matá-la, mas a deusa Afrodite a transformou numa árvore com o nome Mirra, o bebê Adônis nasceu de dentro da árvore e foi criado pelas ninfas.
Mirra nunca voltou ao normal e ficou árvore para sempre, seu filho Adônis se enamorou de Afrodite a mesma deusa que amaldiçoou sua mãe.

Atum - deus do por do sol

Atum é o deus do sol, mas é conhecido como deus do por do sol, dizem que não tem pai e que nasceu do lago primordial chamado Nun, mas Atum é um deus que aparece poucas vezes na mitologia, pois na verdade Atum é uma das formas de , Atum é uma forma que se transforma ao por do sol e vai para o mundo dos mortos talvez para se preparar para a luta contra Apep.
Atum normalmente é representado por um homem velho usando roupas de faraó.
Atum é pai de Chu e Tefnut, teve uma participação na criação do universo, mas o mundo foi feito por Ptah.

sábado, 12 de julho de 2008

Beowulf (2007)

videoBeowulf é um filme que estreou em 2007, tendo como elenco principal Ray Winstone, Anthony Hopkins, Robin Wright Penn e Angelina Jolie.
Existe outro filme mais antigo que foi feito em 1999 também chamado de Beowulf, baseado na mesma poesia.
Beowulf é um ótimo filme que mostra os demonios e a busca louca por glória dos Vikings e bárbaros de antigamente, também mostra a passagem da mitologia nórdica para a religião cristã.
Sinopse:
Baseado no poema épico, o filme conta a história sobre um homem, Beowulf, que vai à Heorot para libertar a mesma de Grendel, um monstro que a aterroriza. O que Beowulf não espera é a mãe de Grendel.
Enquanto muitos dos traços do filme são fiéis ao poema, outros elementos, como o diálogo, a arrogância enfatizada de Beowulf e Hrothgar, o hedonismo percebido em Heorot, o tempo antes de Beowulf lutar com o dragão, o motivo de Grendel atacar Heorot, e a relação entre a mãe de Grendel e Beowulf, desviam-se do poema original.

Recado 9

Atenção! Atenção!
Foram encerradas as votações para a mitologia preferida o resultado foi o seguinte:
Em último lugar com 21% dos votos a mitologia Egípcia
Em segundo lugar com 26% dos votos a mitologia Nórdica
E em primeiro lugar com 53% dos votos a grande vencedora é a mitologia Grega!

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Teoria da criação de acordo com a mitologia nórdica

De acordo com a mitologia nórdica no ínicio de tudo existia apenas Musphelhein (reino do fogo) e Niflhein (reino das névoas) e entre os dois existia um grando vazio chamado Ginungagap, um dia a névoa e o fogo se encontraram em Ginungagap e formaram um enorme cubo de gelo, que ia derrentendo aos poucos devido ao fogo de Musphelhein, das gotas do gelo durgiu o primeiro ser um gigante chamado Ymir, Ymir hibernou durante muitas eras, do seu suor nasceu os gigantes e demonios, depois de um tempo surgiu do gelo uma giganta em forma de vaca chamada Audumbla de suas tetas surgiram quatro rios imensos feitos de leite, Ymir começou a se alimentar deste leite.
Audumbla um dia lambeu o gelo e como o gelo era mágico, da lambida de Audumbla nasceu o primeiro deus chamado Buro, Buro deu origem a Borr que foi o primeiro dos Aesir, Borr por sua vez foi pai de Odin, Ve e Vili, esses três deuses resolveram matar Ymir e do corpo do monstro criaram o mundo, os ossos viraram as montanhas e o cérebro as nuvens.
Os primeiros seres humanos foram feitos de madeira e ganharam vida graças a Odin e receberam o nome de Ask e Embla, mas Odin achou que faltava algo nos humanos, seu irmão Ve resolveu contribuir e deu o dom da fala e da palavra, Vili também quis contribuir e deu o dom das emoções e do pensamento.
A lua e o sol surgiram como filhos do gigante Mundilfari com a giganta Glen, eles eram irmãos gemeos, o sol era a deusa Sigel e a lua era o deus Mani.
Não se sabe de onde veio a imensa árvore de Yggdrasil é arvore que sustenta os nove mundos um deles que se encontra no solo da árvore é Midgard a terra dos homens.

Teoria da criação de acordo com a mitologia grega

De acordo com a mitologia grega antes de surgir os deuses e todo o resto só existia um grande vazio, deste vazio surgiu o Caos, mais tarde surgiu Nix (a noite) e Érebo (as trevas), eles vivem assim por um tempo onde só existia escuridão e silêncio, mas surgiu Gaia (a terra), Nix engravida de Érebo e da origem a Éter (o céu superior) e a Hemera (o dia), Gaia gera de si mesma Urano (o céu) com quem tem vários filhos, mas Urano tem um ódio terrível de seus filhos e os devolve para dentro da barriga de Gaia, Gaia se irrita e pede para seu filho mais novo Cronos que ele castra-se Urano e depois liberta-se seus irmãos, Cronos aceitou e recebeu uma foice feita do peito de Gaia, Cronos esperou seu pai dormir e o castrou, mas quando foi libertar seus irmãos hecatônquiros e cíclopes percebeu que eles eram muito fortes e os deixou dentro de Gaia, Cronos se casou com Réia e teve filhos, mas como ele tinha medo de uma profecia ele começou a devorar seus filhos, mas Réia escondeu o mais novo Zeus e trocou ele por uma pedra, Zeus depois de mais velho liberta os hecatônquiros e os cíclopes com a ajuda de Gaia, ele sobe o Olimpo e derrota seu pai, depois de muito tempo Zeus da origem a seu filho Hefesto, Hefesto constrói o primeiro mortal que ele deu o nome de Pandora.

Teoria da criação de acordo com a mitologia egípcia

De acordo com a mitologia Egípcia não existia nada só as águas do Caos chamada Nun, um dia saiu dessas águas uma colina de lodo chamada Ben-Ben que tinha o topo dela o deus Atum, um dia Atum começou a sentir mal e vomitou a deusa Tefnut e o deus Chu, estes dois deram origem a Nut e Geb que deram origem a Osíris, Set, Ísis e Néftis.
Apesar de dizerem que só existia Nun eu fiquei sabendo sobre mais 7 deuses, que representavam o local antes do surgimento da terra, existia Nun e Naunet que eram o caos, existia Amon e Amaunet que eram o oculto, existia Kek e Kauket que eram as trevas e Heh e Hehet que eram o infinito.
Ptah resolveu criar a terra ele criou a terra a partir da língua e do coração, o coração representava a inteligência e a língua a criação, Ptah é um deus construtor, mas também era um deus do Caos, pois ele era o deus e Nun e a deusa Naunet juntos, assim ele seria pai de Atum, Ptah criou o ka (alma) de cada ser humano e os corpos provavelmente foram feitos pelo deus Khnum.

Recado 8

Atenção eu vou postar sobre as teorias da criação qualquer erro (de português) me avisem e desculpem pela demora é que eu to passando por momentos e momentos, por isso encontro pouco tempo pra escrever e algumas vezes quando eu tenho tempo eu não sei o que escrever!
Por Isso por favor galera deixem comentários e façam críticas para que a partir delas eu já tenha uma idéia do que escrever!

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Hati & Skóll - filhos de Fenrir

Hati Hródvitnison e Skóll Hródvitnison são filhos de Fenrir com uma giganta não se sabe ao certo o nome da giganta, mas se sabe que ela habita o leste de Midgard pelas florestas Járnvid, essa giganta é além de giganta é bruxa também e é mãe de vários gigantes que tem a forma de lobo.
Hati e Skoll são considerados lobos celestiais, pois ambos correm a sua vida toda atrás dos corpos celestes Sigel (sol) e Mani (Lua),
Hati persegue o deus Mani enquanto Skóll persegue a deusa Sigel, seu objetivo é devorar os dois corpos celestes e juntos criarem um eclipse para libertar seu pai do grilhão Gleipnir.
De acordo com a profecia, antes de se iniciar o Ragnarok Hati e Skóll alcançaram e devoraram o sol e a lua e juntos criaram um eclipse que soltará Fenrir dos grilhões Gleipnir e assim se iniciar o Ragnarok.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Nix - a noite

Nix é a noite, é uma titã irmã de Caos, ela é uma das primeiras criaturas a sair do vazio, ela teve vários filhos, todos eram considerados filhos da noite, sendo um deles os gemeos Hypnos e Thanatos.
De acordo com a história a primeira criatura a surgir do vazio foi o Caos e a segunda foi Nix, e que todo o universo e alguns deuses primordiais nasceram do ovo cósmico de Nix, Nix percorre o céu junto com suas filhas Queres numa carruagem puxada por quatro cavalos negros, ela é deusa das feiticeiras, das bruxas, dos mistérios e segredos da noite e é a rainha das estrelas, todos os titãs respeitavam e a temiam por que a consideravam uma das criaturas mais poderosas do universo, outro motivo por ela ser temida pelos deuses é que ela é a unica divindade que tem poder sobre a vida e a morte dos mortais e dos deuses.
Nix tinha uma capa que a deixa invisível a tudo e a todos, Hades também tinha uma capa assim.
Nix é uma divindade muito bondosa e gentil que simboliza a beleza da noite, mas também as vezes é má e cruel e isso é terrível a todos, pois ela conhece o segredo da imortalidade dos deuses e tem a capacidade de deixá-los mortais, um exemplo de quem sofreu essa maldição foi Cronos que teve sua imortalidade retirada de Nix assim Zeus teve mais facilidade para governar o Olimpo.

Amon - deus criador da vida

Amon é muitas vezes confundido com , mas muitas vezes mesmo, ele é dito como rei dos deuses e pai de Chu e Tefnut, mas na verdade é.
Amon é dito como um dos primeiros deuses a surgirem, ele junto com sua esposa Amaunet representavam as partes não reveladas do mundo sendo chamados apenas de "os ocultos", mais tarde Amon se separou de Amaunet e se casou com a deusa Mut (atenção não confundir com Nut) com quem teve o deus Khonsu.
Amon era quase sempre visto como um homem de barba postiça, mas as vezes era representado pelos animais ganso e carneiro.
Ánubis tem os Anubites e Sobek os petsuchos, também tem seus servos são chamados de Amenemhat, por culpa dos Amenemhats Amon foi muito confundido com , pois eles o deram características solares e o fizeram o deus mais importante de todo o Egito, mas mais tarde foi substítuido por Atum.
Mais tarde se fundiu com o deus e formou o deus Amon-Rá que fez muito sucesso e se tornou o deus mais importante por muito tempo.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Mani - deus da lua

Mani é o deus da lua, irmão gêmeo da deusa Sigel, por serem irmãos gêmeos são muito comparados com Artemis e Apolo (deuses do sol e da lua da mitologia grega) que também são gemeos.
Filho dos gigantes Mundilfari e Glaur, assim como sua irmã Sigel, Mani é constantemente perseguido por um lobo sangrento chamado
Hati que o persegue durante a noite com o objetivo de matá-lo e libertar seu pai Fenrir.
De acordo com a profecia durante o Ragnarok Hati alcançará Mani, o matará e o devorará criando um eclipse junto com seu irmão Skoll, assim libertando seu pai Fenrir que está aprisionado pela corrente Gleipnir.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Têmis - deusa da justiça humana

Têmis é a deusa da justiça e das leis dos homens, é muita conhecida como símbolo da justiça, mas na verdade a deusa da justiça é sua filha Dice, Têmis á aquela deusa que usa uma venda por cima dos olhos, com uma balança e uma espada, vocês conhecem né?
Têmis foi a segunda esposa de Zeus, a primeira foi Métis e Hera é a terceira, Têmis é filha de Gaia com Urano, para proteger Têmis das loucuras de Urano, Gaia a entregou a Nix, mas
Nix que recém havia gerado Nêmesis estava muito cansada e entregou sua filha e a sobrinha as suas filha mais velhas Cloto, Láquesis e Átropos as moiras, Têmis e Nêmesis foram criadas como irmãs e acabaram virando grandes amigas, Têmis virou deusa da justiça humana e Nêmesis da justiça divina.
Têmis é mãe das Horas, as mais velhas são Dice, Irene e Eunômia, a balança da qual eu havia falado antes é usada para equilibrar a razão com o julgamento.