ATENÇÃO!!!!!

isto é um site para esclarecimento de dúvidas, meu trabalho é somente para consultas, duvidas tirarem comigo, eu não vou fazer trabalho de ninguém, pois esta não é minha função.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Narciso - o orgulhoso

Narciso foi consideraso um herói grego, mas só considerado, pois não se sabe de nenhum feito heróico dele, sua história é de um rapaz que se apaixonou pelo próprio reflexo e morreu, mas a sua história é de várias versões, então eu vou contá-las e vocês decidem qual a que vocês acharam melhor.
Narciso é filho do deus do rio Cefiso e da ninfa Liríope, foi dito em seu nascimento pelo profeta Tirésias, que Narciso teria uma vida longa desde que ele nunca admirasse muito a própria pessoa, na históra arcaica Narciso era muito orgulhoso e conhece um jovem chamado Amantis, como Narciso era muito belo o jovem Amantis apesar de ser homem se apaixona por ele, mas Narciso o despreza, mas Amantis continua insistindo, sendo assim Narciso para se livrar dele lhe da uma espada, Amantis aceita e a usa para se matar na porta de Narciso, Amantis antes de se matar pediu a deusa Nêmesis que Narciso um dia sofresse a dor do amor não correspondido, um dia Narciso andava pelo lago e viu a si próprio no reflexo do lago e tenta se seduzir, mas não é correspondido pelo reflexo, sendo assim Narciso não aguenta a dor e se mata com sua espada, neste lago surgiu uma flor chamada Narciso.
Na história de Ovídio, Narciso também muito orgulhoso que acaba conhecendo a ninfa Eco,
Eco acha sua beleza de um deus, tanto que o comparou com Dionísio e Apolo, Narciso a despreza, Eco fica muito deprimida e começa a definhar, deixando apenas uma voz melancólica, para dar uma lição em Narciso a deusa Nêmesis o condena a se apaixonar pelo seu próprio reflexo, um dia Narciso andava pelo lago e viu a si próprio no reflexo do lago, e fica se admirando, pela eternidade, outros dizem que ele caiu e se afogou, as ninfas foram enterrar seu corpo, mas só havia sobrado uma flor chamada Narciso.
Na história de Pausânias, Narciso era um homem muito bom que tinha uma irmã gêmea e que um dia se apaixonou por ela, mas um pouco mais tarde ela morre, Narciso consumido pelo desgosto vai passear e ve seu reflexo na água do lago, ele imagina ser sua irmã onde ele ficou a admirando até a morte, no local do reflexo surgiu uma flor chamada Narciso.

14 comentários:

buy generic viagra disse...

Aunque bien es cierto Narciso cuenta con varias versiones de vida, sabemos que fue un heroe, pues todas coinciden en lo mismo. ES una lastima que encontrar informacion acerce de este personaje griego historico sea tan dificil en estas epocas donde al parecer la sociedad mantiene otras prioridades.

Cialis disse...

Muy interesante la historia de este personaje, se dice muchas cosas de el, una de ellas es el que fue un heroe, lo cual es muy cierto.

Anônimo disse...

foi muito bom as histórias.
Irá me ajudar muito na prova de redação!!!!

Yris disse...

Muita linda essa historia,mas eu acho isso so mentira,só estou escrevendo pra um trabalho.....
So existe um deus....
o nosso pai,q deu seu unico filho pra nos salvar.....


PQ DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA,Q DEU O SEU FILHO UNIGENITO,PRA QUE TODO O Q NELE CRÊ,Ñ PEREÇA,MAS TENHA A VIDA ETERNA.(João 3:16)

Anônimo disse...

Concordo c vc yris! Ate hoje veneram eases Deus que Nao Sao deus so temos um aquele que nos amou primeiro e nos Deus Seu filho, para que quem nele Crer Nao pereca mais tenha a vida eterna, amo meu jesus

Samantha Fernandes disse...

Trata-se de um MITHÓS (MITO em grego). Independente de ser verdade ou não, os gregos e outros povos utilizavam destes mitos, destas figuras para compreender o mundo, fazer ciência. Fico triste quando vejo comentários de pessoas que não possuem este tipo de consciencia e vem pregar a palavra de Deus. Aliás, de qual Deus? O mitológico Deus judaíco, que foi reformulado pelos cristãos? Oras, Não parece tão claro a conexão cultural humana entre tantas teorias e mitos? Não parece visível a semelhança entre histórias de heróis como Sansão e Hércules, o nascimento do Universo narrado em gênesis não me parece muito diferente da gênese narrada por Hesíodo há mais de 500 ac. Curioso é a pregação de certas pessoas, a defesa de um Deus ás custas das agressões contra outros mitos e/ou culturas. Não entendem que ao fazer isso, repetem o erro de Narcíso.

Marcia Cardoso disse...

Para aquele que possa provar que esse deus existe e é único, eu tiro o chapéu.

Samantha Fernandes disse...

Atesto a existência de qualquer Deus através de um termo ou conceito que os gregos chamam de Pístis ( fé ou crença). O simples crença em um Deus basta para que este exista, ainda que por meio de um mito ou símbolo. A sua crença em algo basta em si mesma e por si, mesma. Em um universo particular ou circundante ( seja pra você ou para um determinado grupo) este Deus passa a existir, em um sentido mais amplo ou Geral, a Ideia de Deus ou Criador, Ser que existe por si mesmo é atestada basicamente de 2 formas: ou através de um Símbolo, que pode vir de um mito, ou um livro Sagrado vinculado a um determinado acontecimento histórico difundido e discutido dentro de uma ou várias comunidades, até que uma ou outra pessoa "convencida" ou persuadida aceita e se converte a uma determinada doutrina de um determinado Deus. Só o fato de haver registros, históricos que comprovem a história da criação e o culto de uma civilização a um determinado Ser em um determinado tempo, já é Suficiente para que em Termos exista um Deus. Este Deus vive enquanto sua História é contada. (isso eu acho impressionante na mitologia grega, os proprios gregos reconheciam que sem a ajuda dos deuses eles não existiriam, mas também reconhecem que o esquecimento e a não prática de determinados ritos ou cultos, destrói um deus).
Me referi á 2 meios de atestar a existência de Deus, mas só falei de um que é através da Fé ou crença de um povo. A outra se baseia num raciocínio simples: alguma coisa deu origem a outra que gerou outra e outra e outra, constituindo o Universo. Mas qual teria sido a Primeira? Evidentemente que em algum momento Algo teve que surgir do Nada, algo que sempre existiu ou que tenha existido por si mesmo e com poder para criar (ou ocasionar uma série de eventos), Alguns chamam esta Causa Primeira ou Principio, de Energia, Big Bang, Átomo, Razão, Deus, Vácuo, Universo, e inúmeros termos. Observe um detalhe: mesmo eu anulando a Existencia de Deus, ao explicar a origem do mundo, eu terei que citar um evento ou conceito tão potente quanto este Deus, que seria esta Causa Primeira ou Causa em Si. Não importa o termo, ainda que eu negue a existência de um Deus ( Uno, Onipotente, Onisciente, Ser gerador mas não gerado, a trindade, etc) Veja, o nome muda, o mito é contado de diversas formas por diferentes pessoas, mas o "Princípio Deus" é o mesmo. A diferença ou a possibilidade de tantos Deuses se dá pelo mesmo primeiro modo de atestar sua existência, por meio da Fé, crença ou Pístis. Deste modo, não precisamos defender ferozmente a existência de um Deus e desdenhar um mito antigo, a própria fé já traz a tona a existencia deste ou daquele Deus. Assim como o esquecimento de um Deus, ou a prática fanática de uma religião, distorce todo o conceito e pode implicar na morte deste ou daquele Deus ou o nascimento de um outro.

Antonio Salles disse...

Ninguém venera mitologia. Essa estória foi escrita muito antes de Cristo nascer. Vocês não entenderam nada. Por que não estudam um pouquinho?

windows disse...

Puxa vida esse povo não sabe diferenciar mitologia grega de religião como quer fazer uma faculdade , o pessoal é muito bitolado em religião isso atrapalha os estudos e conhecimentos.

Anônimo disse...

Otimo Antonio, tem pessoas que se bitolam tanto na religião... que esquecem da cultura. Deus com certeza é unico, independente religião. A mitologia é algo fascinante.

Gabriel Cardoso disse...

Bom eu gostei mais da primeira história :))

Gabriel Cardoso disse...

Bom eu gostei muito da primeira história, mas todas são ótimas, mas a primeira foi foda *^* Pra mim foi a melhor de todas

Marcos Cesar disse...

Mitologia,como o proprio nome ja diz: MITO. Não há nada,nenhum documento,nehhuma descoberta q ateste a veracidade da existencia de deuses ou acontecimentos gregos "mitologicos". MInotauro,Narciso,Medusa ou qualquer outro deus grego nunca existiram. Essas estorias são realmente lindas mas são apenas ficções.